16' abr. de 2012: a vida segue e se desdobra sem muito entusiasmo, porque não há escape exceto seguir. as sensações visitam. ele mora em uma sensação. vez ou outra me refugio numa lembrança segura. é de memória que somos feitos.


Nenhum comentário: