22' mai. de 2011: o amor, o amor de verdade, chega no fim. quando a mágoa incrustou na pele e virou proteção. quando o canal lacrimal já secou. quando a olheira não some. o amor, o amor tranquilo e forte chega quando acaba a esperança, chega na completa falta de possibilidade. no meio da memória falhada, da crise existencial. o amor, aquele que é para durar e carregar um para sempre só se apresenta quando, sem chances de surpresa, você não acredita que vá existir qualquer tipo de sentimento para te arrebatar. o amor, o amor que fica, chega na hora precisa, na hora que você, sem saber, ama para entender o que é a vida.

Nenhum comentário: