as vezes calha da escolha não falhar. as vezes rola do espaço não se espalhar. eu te demoro porque eu quero. não tenho medo do que eu espero: andar de mão dada.


Nenhum comentário: