6' jun. de 2009: qual a medida? eu perguntei. e ele escapou fácil. naqueles dias não havia olho no olho. beiramos as soleiras da casa, o piso rangendo, as falhas nas quinas das paredes. a nossa visão nunca foi tão estreita.

Nenhum comentário: