5' jun. 2009: só no corpo dele eu cabia certeira e dizia as coisas mais banais enquanto ele respirava e eu sentia seu peito subir e descer com meu rosto em peso. o coração batendo forte. o coração batendo sempre forte. apesar de tudo, ele é tão vivo.

Nenhum comentário: