28' fev. 2009: o piso frio do banheiro. meus pés adornando o ralo. escorro. tento as falhas das flores no azulejo. meu cheiro me denuncia. encharco a toalha. uma dor moral em mim. encaro o teto. consigo um estado vegetativo. fato. a inércia encontra o movimento do meu dedo dormente. penso acidental. tenho pudores a respeito da minha ingenuidade. suspiro. um sobressalto. perdi a beleza.

Nenhum comentário: